sábado, 31 de maio de 2014

Ajax vence o Motirão em pleno Maurilhão pela copa União.

Na tarde deste sábado 31/05 em jogo válido pelo grupo D a equipe do Motirão perdeu de virada para a equipe do Ajax de Àgua Nova/RN pelo placar de 3 x 1 e agora será obrigado a vencer a equipe do Cafundó de Uiraúna na última rodada do grupo D.

O jogo:
Foi um jogo cheio de armadilhas onde a equipe do Motirão até começou bem  e logo aos 07 minutos em jogada rápida Assis pela direita ele driblou o goleiro e abriu o placar 1 x 0 dai em diante o Motirão recuou um pouco e chamou o Ajax pro jogo e passou a jogar em contra ataque só que de forma desorganizada  e não deu outra a equipe de Água Nova se aproveitou começou a ganhar o meio campo e em seguida empatou e virou para 2 X 1 num chute de longe no cantinho , o Motirão sentiu e não conseguia levar perigo a equipe Água novense.

Veio o segundo tempo e com ele a péssima pontaria do ataque do Motirão e a boa atuação do goleiro do Ajax, logo de inicio com a entrada de Gilberlânio o Motirão começou a controlar bem as ações e criou inúmeras oportunidades de gol, primeiro com Assis em jogada de Beto ele ficou livre e mandou pra fora em seguida o próprio Beto bateu e o goleiro defendeu , a equipe do Ajax começou a marcar com cinco marcadores em linha na defesa dificultando para a equipe do Motirão  que criava mas desperdiçava com Assis em nova jogada de Beto ele bateu cruzado e o zagueiro tirou no lance seguinte Beto na pequena área bateu fraco e desperdiçou a chance mais clara do jogo , a pressão do Motirão era constante e Nen recebeu livre dentro da área e mandou pra fora Gilberlânio também recebeu livre na entrada da área e mandou pra fora até que já no finalzinho em jogada boba  Gotinha que acabara de entrar tomou o segundo amarelo e foi expulso dificultando ainda mais as forças da equipe  em busca do empate e em jogada pela direita de ataque o atacante do Ajax de cabeça marcou seu terceiro gol na partida matando o jogo fim de jogo Ajax 3 x 1 Motirão merecidamente.

Mesmo com o resultado adverso o Motirão só depende si para garantir a classificação, a equipe precisa vencer a equipe do cafundó de Uiraúna no último jogo do grupo "D" da copa União 2014.

OBS:
Antes na partida preliminar as 14:00 horas a equipe do São José/Quixaba venceu o Populares de Poço José de Moura também de virada  pelo placar de 3 x 2 , em um jogo de certa forma tumultuado a equipe de populares praticamente se despede da competição.






Fonte: Ad Motirão 

Apresentador do "Esporte Fantástico", Maurício Torres morre aos 43 anos


Flávio Ricco

Flávio Ricco

Colunista do UOL*


  • Divulgação/Record
    O jornalista Maurício Torres
    O jornalista Maurício Torres
O narrador e apresentador esportivo Maurício Torres, 43 anos, morreu neste sábado (31), no hospital Sírio Libanês, em São Paulo, por conta de uma infecção. Ele estava internado desde o dia 1° de maio, quando se sentiu mal durante um voo do Rio de Janeiro a São Paulo, onde faria gravações de "offs" para o "Esporte Fantástico", da Record, daquele fim de semana.

Após o desembarque, ele foi direto para o hospital Sírio-Libanês. Na época, foi constatado uma arritmia cardíaca – e não infarto.

Submetido a exames mais rigorosos, constatou-se a existência de uma infecção, que mesmo combatida à base de antibióticos, não regrediu agravando o seu estado.

Maurício deixa mulher e uma filha de oito anos. O sepultamento será no Rio de Janeiro.
Daniel Guimarães/Folhapress
Mauricio Torres (ao fundo) posa com elenco da Record em "selfie" na coletiva de programação em março, em São Paulo

Em comunicado, a Record lamentou a morte do comentarista. Leia abaixo:

A Rede Record lamenta profundamente a morte de seu apresentador e narrador esportivo Mauricio Torres.

O Brasil perde um dos principais jornalistas esportivos do país e um dos mais promissores talentos de sua geração.

Externamos nossa solidariedade e sentimentos aos familiares, amigos e fãs.

Carreira
O jornalista trabalhou no Sistema Globo de Rádio e na década de 1990 narrava jogos para os canais Globosat.

Em 1996, entrou para a Rede Globo onde passou a fazer transmissões esportivas e apresentava o bloco esportivo do "Bom Dia Brasil", eventualmente o Globo Esporte - além do "Espaço Aberto Esporte, da Globo News.

Chegou à Record em 2005, para ser o seu primeiro nome na locução esportiva.

Em 2012, se juntou a Mylena Ciribelli e Cláudia Reis na apresentação do "Esporte Fantástico". 

Ao receber o convite da Record, Torres não pensou duas vezes antes de mudar de emissora. Estava muito empolgado com os investimentos do canal. Além do caminho aberto para ser o narrador principal, pesou também a proposta financeira, muito superior a da Globo.

Por pouco o carioca Mauricio Torres não seguiu o jornalismo esportivo. Após entrar no meio, achou que escreveria sobre política ou cultura. Por acaso, foi convidado para trabalhar na Rádio Globo, emissora que despertou seu interesse pela área de esporte.

Tinha como ídolos Galvão Bueno e Luciano do Valle, e revelou que se não fosse jornalista, seria advogado.

Ele trabalhou na cobertura de grandes eventos esportivos, como Copa do Mundo, Jogos Olímpicos e Pan-Americanos.

Destaque para a cobertura dos Jogos Olímpicos de 1996 (Atlanta/EUA), 2000 (Sydney) e 2004 (Atenas), e dos Jogos Pan-Americanos de 1999 (Winnipeg/Canadá), 2003 (Santo Domingo/República Dominicana) e 2007 (Rio de Janeiro). Cobriu duas Copas do Mundo (França - 1998 e Coreia e Japão - 2002) e também narrou o Mundialito de Futebol de Areia de 1997 (Figueira da Foz/Portugal) e as decisões da Liga Mundial de Vôlei (2001 e 2003), além do Grand Slam de Judô 2009.

Em 2010, esteve em Vancouver, no Canadá, para a cobertura dos Jogos Olímpicos de Inverno, evento que a Record transmitiu com exclusividade. Em 2011 narrou os Jogos Pan-americanos de Guadalajara e participou da cobertura da emissora na Olimpíada de Londres, em 2012, como principal narrador da casa. Em 2014, ele participou da cobertura dos Jogos de Inverno de Sochi.

Repercussão

O narrador esportivo Milton Neves e o diretor da Fox Sports, Eduardo Zebini, lamentaram a morte do jornalista. "É muito difícil aceitar que um moço tão jovem, de enorme talento, nos deixa. Ele ainda tinha muito a oferecer", disse Zebini para coluna
________________________________________________________________________
Minha homenagem ao querido Mauricio Torres que hoje morreu em São Paulo nessa foto de 2007 quando ele,… http://instagram.com/p/orf2pMIxkH/ 

Pau dos Ferros-RN: Município registra seu quinto homicídio do ano

Segundo informações chegadas ao blog, um homem, que mora na cidade do Encanto, na região do Alto Oeste, matou a senhora Maria Antônia da Costa, com diversas cutiladas de faca peixeira. O crime aconteceu no Sítio Alencar, Pau dos Ferros-RN.

Um senhor, cuja identidade ainda não foi revelada, também teria sido esfaqueado. Ele foi socorrido para o Hospital Regional.

Ainda segundo informações, o acusado estava separado da mulher, com quem tinha um filho. Atualmente, ela morava com os pais, mas, no momento da ocorrência, encontrava-se em casa. Chegou a correr para a residência da vizinha para fugir do ex-marido, porém, ao tentar pular uma cerca, este a alcançou desferiu golpes de faca no seu pescoço. 

A Polícia Militar está no local e fez o isolamento do corpo até a chegada do ITEP.

Este é o quinto homicídio praticado em Pau dos Ferros no ano de 2014.

Fotos: Franskin Leite


Com informações Blog do Capote

Governo regulamenta lei que proíbe fumo em locais fechados

MÁRCIO FALCÃO
DE BRASÍLIA

Com dois anos de atraso, o governo anunciou neste sábado (31) a regulamentação da lei antifumo nacional, que proíbe fumar em ambientes fechados de acesso público em todo o país.

A norma estabelece regras para o uso de cigarros e outros produtos com tabaco em "recinto coletivo fechado", acaba com a possibilidade de propaganda comercial de cigarros, sendo permitida somente a exposição dos produtos no ponto de venda, além de ampliar as advertências exibidas nos maços sobre o mal à saúde.

Também foi fixada uma multa de R$ 2 mil a R$ 1,5 milhão para o estabelecimento que desrespeitar as regras.

As medidas passam a valer a partir de dezembro. A lei foi aprovada no fim de 2011 e comemorada pelo governo, mas as discussões com os vários setores e o lobby da indústria atrasaram a regulamentação. A norma vinha sendo driblada pela falta de definições claras do que podia ou não ser feito, e das punições envolvidas.

O ministro Arthur Chioro (Saúde) disse que a regulamentação, lançada no Dia Mundial Sem Tabaco, segue a política do governo para atacar o problema do tabagismo. Ele afirmou que são três diretrizes para diminuir o consumo: a política de preço para os cigarros, a proibição da propaganda e a proibição do fumo em locais fechados, para proteger a população do fumo passivo.

Ele disse que as normas são as mais modernas do setor. "O objetivo é desestimular o consumo. Por ter que sair para uma área livre, acaba diminuindo o consumo de cigarro. Numa política de redução de danos, passa a ser bastante interessante a adoção de medidas que proíbam o fumo, aumentem o preço e diminua a propaganda. São considerados pontos essências pelos centros que fazem pesquisas", disse Chioro.

Segundo o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, o "tabagismo é o grande problema de saúde pública do mundo".

Para Paula Johns, diretora-executiva da ACT (Aliança de Controle do Tabagismo), o governo foi corajoso de lançar a regulamentação em ano eleitoral. "O governo fechou o Dia Mundial Sem Tabaco com chave de ouro", afirmou. Ela disse que ainda não teve acesso ao decreto do governo regulamentando a lei, mas vê com bons olhos a questão das regras para locais fechados.

No Brasil, o número de fumantes permanece em queda. Segundo o Vigitel 2013 (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico), o percentual caiu 28% nos últimos oito anos. Em 2006, 15,7% da população adulta que vive nas capitais fumava. Em 2013, a prevalência caiu para 11,3%.

NORMAS

As regras do governo vão se sobrepor às legislações estaduais, como de São Paulo e do Rio de Janeiro, que terão que se adaptar.

Segundo dados do Ministério da Saúde, 200 mil pessoas morrem por ano no Brasil por doenças ligadas ao tabagismo. O SUS (Sistema Único de Saúde) teve no ano passado um gasto de mais de R$1 bilhão com 1,4 milhão de internações motivadas por doenças com vínculos com o tabagismo.

Fica proibido o uso de cigarros, cigarrilha, charutos, cachimbos e outros produtos do gênero em locais de uso coletivo - público ou privado. Isso inclui hall e corredores de condomínio, restaurantes e clubes. Estão vetados inclusive os narguilés. Segundo o governo, fica vetado o uso em ambientes parcialmente fechados por uma parede, teto e até mesmo toldo.

A medida vale para qualquer ambiente que tenha algum tipo de parede que impeça a fumaça de se dissipar. Com isso, até fumar em pontos de ônibus seria proibido. Mas como não há punição para o fumante, seria preciso acionar a polícia para retirar a pessoa do ambiente.

Outra obrigatoriedade prevista é o aumento dos espaços para os avisos sobre os danos causados pelo tabaco, que deverão aparecer em 100% da face posterior das embalagens e de uma de suas laterais. A partir de 2016, deverá ser incluído ainda texto de advertência adicional em 30% da parte frontal dos maços dos cigarros.

A norma também extingue os fumódromos e acaba com a possibilidade de propaganda comercial de cigarros até mesmo nos pontos de venda, permitindo somente a exposição dos produtos, acompanhada por mensagens sobre os malefícios provocados pelo fumo. A legislação anterior permitia as propagandas no display.

A lei não restringe o uso do cigarro em vias públicas, nas residências ou em áreas ao ar livre. No caso de bares e restaurantes, em mesas na calçada, o cigarro será permitido, desde que a área seja aberta e haja algum tipo de barreira, como janelas fechadas ou parede, que impeça a fumaça de entrar no estabelecimento.

Os fumantes não serão alvo de fiscalização. São os estabelecimentos comerciais os responsáveis por garantir o ambiente livre do tabaco. Eles precisam orientar seus clientes sobre a lei e pedir para que não fumem, podendo chamar a polícia quando o cliente se recusar a apagar o cigarro.

Em casos de desrespeito à lei, o estabelecimento pode receber advertência, multa, ser interditado e ter a autorização cancelada para funcionamento, com o alvará de licenciamento suspenso. As vigilâncias sanitárias dos estados e municípios ficarão encarregadas de fiscalizar o cumprimento da legislação.

FICA PROIBIDO DE FUMAR:
Interior de bares, boates, restaurantes, lanchonetes, escolas, universidades, museus, bibliotecas, espaços de exposições, áreas comuns de condomínios, casas de espetáculo, teatros, cinemas, hotéis, pousadas, casas de shows, açougues, padarias, farmácias e drogarias, supermercados, shoppings, praças de alimentação, centros comerciais, bancos e similares, em ambientes de trabalho, estudo, de cultura, de culto religioso, de lazer, de esporte ou entretenimento, repartições públicas, instituições de saúde, hospitais, veículos públicos ou privados de transporte coletivo, viaturas oficiais e táxis.

É PERMITIDO FUMAR
Em casa, em áreas ao ar livre, parques, praças, estádios de futebol (somente em áreas abertas), vias públicas, nas tabacarias e em cultos religiosos, caso isso faça parte do ritual, em estúdios e locais de filmagem quando necessário à produção da obra, em locais destinados à pesquisa e desenvolvimento de produtos fumígenos, e em instituições de tratamento de saúde que tenham pacientes autorizados a fumar pelo médico que os assista. Nesses casos, é necessário adotar condições de isolamento, ventilação e exaustão do ar, bem como outras medidas de proteção dos trabalhadores ao fumo.

EXCEÇÕES PARA FUMO EM LOCAIS FECHADOS
São cinco situações, desde que adotadas condições de isolamento, ventilação e exaustão do ar, além de medidas de proteção ao trabalhador exposto:
- Em cultos religiosos caso faça parte do ritual;
- Em tabacarias sinalizadas;
- Em estúdios e locais de filmagem quando necessário à produção da obra;
- Em locais destinados à pesquisa e desenvolvimento de produtos fumígenos;
- Instituições de tratamento de saúde que tenham pacientes autorizados a fumar pelo médico que os assista

Folha de São Paulo

SÉRIE B: América vence com gols após os 44 minutos do segundo tempo

Com dois marcados após os 44 minutos da segunda etapa, o América que sofreu bastante para furar o bloqueio defensivo da Luverdense, mas conquistou uma importante vitória no retorno do clube ao estádio Nazarenão, ontem pela série B do Brasileiro. O primeiro, de Rodrigo Pimpão, batendo de voleio, foi digno da instalação de uma placa como o gol mais bonito já marcado desde a inauguração da praça esportiva na cidade de Goianinha. Adriano Pardal fechou o placar aos 48 minutos, se aproveitando do erro na linha de impedimento do representante mato-grossense.

Apesar de ter o domínio territorial da partida em toda etapa inicial, a equipe natalense encontrou dificuldade para se livrar da marcação da Luverdense, que parece ter ido a campo com a função exclusiva de não deixar o adversário jogar. Tanto, que o goleiro Fernando Henrique não teve o menor trabalho, se transformando num mero expectador do que aconteceia dentro de campo.

Sem a figura de um armador, devido a contusão de Arthur Maia, e a timidez apresentada por Daniel Costa, escolhido como o substituto do camisa dez titular, as oportunidades claras de gol do lado alvirrubro foram raras. Apesar de sofrer alguns sustos, o goleiro adversário também não teve lá grande trabalho devido a falta de pontaria dos atacantes americanos.

Nas duas únicas oportunidades reais dessa etapa, a primeira ocorreu num cruzamento perigoso de Marcelinho pela direita, que não se transformou em gol por que a zaga adversária conseguiu cortar a bola para escanteio antes que ela chegasse aos pés de Max. Na segunda, o mesmo Max dominou uma bola na frente da grande área, percebeu a entrada de Rodrigo Pimpão pela esquerda, tocou, mas o seu companheiro de ataque chutou cruzado, praticamente na cara do gol e acabou errando o alvo, com Daniel Leite apenas acompanhando a trajetória da bola rumo a linha de fundo. No segundo tempo, mesmo disposto a sair um pouco mais em busca de um resultado melhor, o forte da Luverdense continuou sendo a destruição das jogadas ofensivas americana.

Com uma postura um pouco mais ofensiva, a equipe passou a rondar mais a área do goleiro Fernando Henrique, criando situações de perigo, mas seus atacantes levaram desvantagem ante os zagueiros do time potiguar.

Ciente de que a igualdade não interessava, o América manteve a postura ofensiva, a ponto de o zagueiro Cleber ter sido o responsável em obrigar o goleiro Gabriel Leite a realizar duas grandes defesas, desviando duas bolas cruzadas na área após cobrança de escanteio. Walber, que entrou na lateral, na etapa final, ainda chegou a acertar uma bola na trave.

O gol, que amadurecia, só saiu aos 44 minutos quando Walber desceu pela direita e realizou um cruzamento, na medida, para Pimpão subir e bater de voleio, sem chance de defesa para o goleiro. Neste momento o que era apreensão se transformou em festa na arquibancada, que aumentou, aos 48, quando Pimpão acertou um excelente lançamento para Adriano Pardal invadir a área, em velocidade, se livrar do goleiro e tocar para o fundo da rede, decretando o resultado final.

Ficha técnica

América (2):
Fernando Henrique; Marcelinho (Wálber), Cléber, Roberto Dias e Paulo Henrique (Adriano Pardal); Fabinho, Jean Cléber e Wanderson; Daniel Costa (Jéferson); Rodrigo Pimpão e Max. Técnico: Oliveira Canindé
Luverdense (0): Gabriel Leite; Raul Prata, Renato, Braga e Edinho; Carlão (Júlio Terceiro), Jean Patrick, Washington e Rubinho; Léo Valério (Samuel) e Reinaldo (Lê). Técnico: Júnior Rocha
Local: Estádio Nazarenão (RN)
Árbitro: Diego Almeida Real-RS
GOLS: Rodrigo Pimpão/AME (44’/2ºT) e Adriano Pardal/AME (48’/2ºT)

TRIBUNA DO NORTE

SÉRIE B: ABC vence Avaí fora de casa e retorna ao G-4

O Avaí recebeu o ABC no Estádio da Ressacada ontem e, como todo anfitrião que se preza, impôs grande pressão no início da partida. Mas o time natalense foi resistente, segurou a pressão e, já no segundo tempo, acabou aprontando uma tremenda surpresa para cima dos avaíanos, quando o atacante Lúcio Flávio, de cabeça, escorou a cobrança de uma falta realizada por Rogerinho e marcou o gol da vitória: 1 a 0, resultado que recolocou o alvinegro no G-4, favorecido pela derrota da Luverdense para o América, em Goianinha.
Fernando Remor/GP/ECLúcio Flávio, após marcar o gol que garantiu a vitória, foi fazer a festa com os companheiros do ABCLúcio Flávio, após marcar o gol que garantiu a vitória, foi fazer a festa com os companheiros do ABC

Já o Avaí, com 10 pontos e um jogo a menos, é o nono colocado, mas pode perder posições até a conclusão da rodada. Na próxima rodada, o Avaí visita o Icasa, em busca de recuperação. Já o ABC, que tenta embalar, encara o Náutico no Iberezão.

Logo no primeiro minuto, o Avaí chegou com perigo. Eltinho bateu cruzado e a bola passou raspando a trave esquerda do goleiro Gilvan.

Aos 20 minutos, a segunda grande chance de gol do Avaí, que era só pressão: Héber recebeu ótimo passe nas costas da zaga e disparou. Na hora de finalizar, ele foi desequilibrado pela marcação e pegou mal na bola, facilitando o trabalho do goleiro Gilvan, que agarrou fácil.

O ABC acertou a marcação e não tomou mais sustos até o apito do árbitro, que marcou o fim do primeiro tempo e a ida dos times para o intervalo.

No retorno, a tônica do jogo continuou parecida, sem muitas chances para nenhuma das equipes. Assim, o ABC apostou na bola parada para chegar ao gol. Aos 19 minutos, Rogerinho bateu falta fechado e Lúcio Flávio se antecipou para cabecear forte e inaugurar o placar.

No fim do jogo, aos 41 minutos, Cléber Santana desperdiçou a última grande chance do time da casa. Com espaço, o meia arriscou um chute forte, de longe. A bola passou perto do gol de Gilvan.

O ABC se fechou e foi eficiente em sua proposta de segurar o resultado, garantindo os três pontos fora de casa e um lugar no G-4.

Tudo igual
Paraná Clube e Oeste ficaram no empate em 2 a 2, no Estádio dos Amaros, em Itápolis, chegando próximo à parada para a Copa do Mundo com campanhas ruins na Série B do Campeonato Brasileiro. Com boa parte da rodada ainda por ser disputada, o time da casa, com 10 pontos ganhos, chegou à 12ª posição na classificação. Um ponto atrás, os paranaenses chegaram à 14ª colocação.

O técnico Jean Carlo reconheceu a limitação do Paraná.

Ficha técnica

Avaí (0): Vagner, Marrone, Pablo, Antônio Carlos e Eltinho; Eduardo Neto, Júlio César (Eduardo Costa), Tinga (Marqui-nhos) e Cléber Santana; Héber e Paulo Sérgio (Roberto). Técnico: Raul Cabral
ABC (1): Gilvan; Mádson (Patrick), Suéliton, Marlon e Luciano Amaral; Liel, Michel Schmoller, Michel Loures, Xuxa (João Henrique) e Rogerinho (Diego Jussani); Lúcio Flávio. Técnico: Zé Teodoro
Local: Estádio da Ressacada (SC)
Árbitro: Marcos Mateus Pereira (MS)
Gols: Lúcio Flávio/ABC (19’/2ºT)

TRIBUNA DO NORTE

Judiciário: Presidente Dilma Rousseff fará quinta indicação ao STF

Brasília (AE) - A aposentadoria do ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), trouxe novamente à tona a discussão sobre o modelo de indicação para a mais alta Corte do País. A presidente Dilma Rousseff fará sua quinta indicação para o STF. E caso a presidente se reeleja em outubro deste ano, o tribunal terá 10 dos 11 ministros indicados pelo PT. Gilmar Mendes será o único que não chegou à Corte pelas mãos do ex-presidente Lula ou de Dilma.
Fellipe SampaioMinistro Joaquim Barbosa decidiu antecipar a aponsentadoria e vai sair em junho do Supremo Tribunal FederalMinistro Joaquim Barbosa decidiu antecipar a aponsentadoria e vai sair em junho do Supremo Tribunal Federal

Só na Câmara dos Deputados, pelo menos sete projetos incluem a participação de entidades e até mesmo do Parlamento no sistema de substituição de ministros. O deputado Vieira da Cunha (PDT-RS) é o autor de uma das Propostas de Emenda à Constituição (PEC) em trâmite na Casa. Apresentado em 2009 à pedido de uma entidade da magistratura, a PEC cria a obrigatoriedade de formação de uma lista com seis nomes indicados pelos ministros do próprio STF. A PEC estabelece também a idade mínima de 45 anos para os candidatos para a vaga de ministro e determina que seja um juiz de carreira. “Minha ideia é aperfeiçoar o sistema”, diz o pedetista.

Cunha critica o atual sistema que, em sua opinião, dá poder à Presidência da República de escolher livremente o ministro do STF. “O fato de um chefe de Poder indicar, a seu critério, os membros da alta Corte, coloca em risco essa independência (de Poderes)”, afirmou. Seu projeto, no entanto, garante ao Executivo a palavra final sobre o processo de escolha. O deputado Fábio Trad (PMDB-MS), segundo vice-presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, também condena a “contaminação” do sistema de escolha por influência “político-partidária”. Ele defende que entidades como a OAB, Ministério Público e o próprio Judiciário indiquem nomes à Presidência da República. “Inibiria essa contaminação e daria mais legitimidade ao processo”, defendeu.

Com a saída de Barbosa, Trad acredita que pode aumentar a pressão no Congresso para a aprovação de mudanças no sistema. “Na CCJ, os deputados sempre se mostraram interessados neste assunto”, afirmou. Já o deputado Bruno Araújo (PSDB-PE) não vê grandes chances do tema entrar em pauta neste ano em virtude do calendário eleitoral e de outras prioridades do Congresso. O tucano destaca que é possível aperfeiçoar os critérios do sistema, mas defende que a prerrogativa de escolha continue nas mãos da Presidência da República, como já acontece em vários países. 

O presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), João Ricardo dos Santos Costa, defende a proposta da entidade de uma cota destinada a juízes de carreira no Supremo. “O Supremo é uma Corte política, mas seria importante que aquele juiz que começou lá na comarca do interior do Brasil e que passou por todas as instâncias pudesse levar sua experiência para o STF”, afirmou.

TRIBUNA DO NORTE

Adolescente é assassinada a facadas na cidade de Upanema - RN


O cadáver de uma adolescente de aproximadamente 16 anos de idade, foi encontrado logo as primeiras horas da noite desta sexta feira 30 de maio de 2.014, na cidade de Upanema no RN as margens do Rio Upanema, apresentando várias marcas de golpes de faca tipo faca de mesa. A Polícia Militar isolou a área e acionou o ITEP para fazer a perícia no local, e a remoção do corpo para a base, para ser examinado pelo médico legista de plantão. 

O cadáver da adolescente já foi identificado por familiares, como sendo de Joice Damiana Fernandes da Silva de 16 anos de idade, e que residia na Av. Manoel Gonçalves no centro daquela cidade. 

A notícia se espalhou por toda a cidade e por praticamente toda a redondeza. A adolescente segundo a polícia, não tinha envolvimento com drogas. Na Delegacia de Plantão, a mãe da garota informou que ela havia saído de casa na última quinta feira, na companhia de duas colegas. 

O crime será investigado pelo delegado daquela cidade. O corpo foi examinado no ITEP pelo médico legista de plantão, e em seguida entregue aos familiares para o sepultamento. De acordo com o perito do ITEP o criminoso, ou os criminosos desferiram cerca de 50 golpes por praticamente todo o corpo da adolescente. 


Foto/Upanema News/Contexto Upanemense.

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Com investimentos de R$ 500 mi, RN ganha novo aeroporto neste sábado

Aeroporto Governador Aluízio Alves fica em São Gonçalo do Amarante.
Novo terminal tem capacidade para 6,2 milhões de passageiros por ano.

Fernanda ZauliDo G1 RN
Novo terminal tem capacidade para atender 6,2 milhões de passageiros por ano (Foto: Fernanda Zauli/G1)Novo terminal tem capacidade para atender 6,2 milhões de passageiros por ano (Foto: Fernanda Zauli/G1)













O Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, começa a operar neste sábado (31). O terminal será aberto às 8h30 e o primeiro pouso está previsto para 9h40. O Consórcio Inframérica (Engevix e Corporación America), responsável pela administração, investiu R$ 500 milhões na construção do terminal. Este será o primeiro aeroporto brasileiro administrado exclusivamente pela iniciativa privada. Com o início do funcionamento do novo terminal, o Augusto Severo, em Parnamirim, será desativado para voos comerciais.

O novo terminal tem 40 mil metros quadrados de área construída e capacidade para atender 6,2 milhões de passageiros por ano. O terminal oferece 45 balcões de check-in e 10 quiosques de autoatendimento para o embarque de passageiros. São 5 esteiras de restituição de bagagens destinadas ao tráfego doméstico e internacional. O estacionamento terá, inicialmente, capacidade para 850 veículos.

"O aeroporto está 100% pronto para funcionar", disse o presidente do Consórcio Inframérica, Allysson Paolinelli. Ele explicou que as operações de carga também serão transferidas do Augusto Severo para o novo terminal neste sábado. "O terminal de cargas tem 4,5 mil metros quadrados e capacidade de expansão para 45 mil metros quadrados", disse.

"Tudo isso é um processo de conquista. O primeiro passo foi dado que é a entrega da infraestrutura. Agora precisamos conquistar mais voos domésticos e isso depende de alguns incentivos por parte do Estado, como a redução do ICMS do combustível de aviação, por exemplo, para então conquistarmos mais voos internacionais. Esse terminal tem um potencial enorme", disse Paolinelli.De acordo com Paolinelli, o novo aeroporto do Rio Grande do Norte tem potencial para se tornar uma "porta de entrada" no país. "Eu diria que hub não é o termo mais adequado para este aeroporto. Eu acredito que esse terminal tem um grande potencial para se tornar uma porta de entrada no país de voos vindos do exterior", disse. Paolinelli ressaltou que para aumentar o número de voos internacionais é preciso também aumentar o número de voos domésticos para dar mobilidade aos turistas que visitam o país.

Iluminação e sinalização do acesso Norte estão instaladas (Foto: Fernanda Zauli/G1)Iluminação e sinalização do acesso Norte estão
instaladas (Foto: Fernanda Zauli/G1)
Acesso

Para chegar ao novo aeroporto o caminho é pela BR-406, em Ceará-Mirim. A via ainda não foi duplicada, mas as obras continuam no local. Um viaduto que ligará a BR-406 ao acesso Norte também está construção e, de acordo com a assessoria do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), ficará pronto antes do início da Copa do Mundo.

Por enquanto, o motorista dá uma volta na obra do viaduto para entrar à esquerda na via. O acesso Norte está sinalizado e iluminado até a entrada do terminal. O Governo do Estado trabalha ainda na construção do acesso Sul, que tem 17 quilômetros de extensão, e ligará o aeroporto à BR-304, na altura de Macaíba. O DER não informa a previsão de conclusão do acesso Sul.

A obra dos dois acessos ao novo aeroporto de São Gonçalo do Amarante tem um custo de R$ 73 milhões, financiados pela Caixa Econômica Federal.

Novo aeroporto fica a 40 quilômetros da Via Costeira (Foto: Arte/G1)
Concessão

O Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, é o primeiro a ser inteiramente concedido ao setor privado. O Consórcio Inframérica, formado pelo grupo Engevix e pelo argentino Corporación America, venceu, em agosto de 2011, o leilão que concedeu ao grupo o direito de construir, manter e explorar o novo aeroporto do RN. O lance pago pelo consórcio no leilão foi de R$ 170 milhões.

O contrato de concessão foi assinado pela presidenta Dilma Rousseff em novembro de 2011. A partir daí, o grupo teria até três anos para construir os terminais e um prazo de mais 25 anos para exploração. A construção do terminal, no entanto, levou menos tempo que o previsto em contrato, o que viabilizou a inauguração do terminal antes da Copa do Mundo. De acordo com a assessoria do Consórcio Inframérica, foram investidos R$ 500 milhões na construção do novo aeroporto.

De acordo com a Anac, o contrato de concessão poderá ser renovado por no máximo mais cinco anos, quando o aeroporto retornará ao poder público.

Novo terminal entra em operação neste sábado (31) (Foto: Fernanda Zauli/G1)Novo terminal entra em operação neste sábado (31) (Foto: Fernanda Zauli/G1)